VOLTAR AO TOPO

UseFashion Logo UseFashion Logo

Balanço SPFW: Dia 04

Confira o que rolou no quarto dia de desfiles

Publicado em 31/08/2017, por Redação

O quarto dia de SPFW trouxe nove coleções em seu calendário, que ainda contou com os desfiles do Projeto Top 5. Entre elas, Animale, Gloria Coelho, Lino Villaventura e Amir Slama trouxeram suas propostas para o verão 2017/18, seja através da passarela ou de mostras em locais selecionados. Além disso, a apresentação da Jahnkoy, pela primeira vez no evento, também foi destaque no dia. Acompanhe!

Animale

Contando uma história inspirada em sua viagem ao Vietnã, Vitorino Campos inovou ao apresentar a coleção da Animale em forma de instalação, misturando suas criações à peças vintage garimpadas na viagem. Na entrada, diversas celebridades como Juliana Paes e Grazi Massafera, foram convidadas a utilizar as peças, que trouxeram um visual sofisticado e moderno. Modelagens assimétricas e comprimentos encurtados deram o tom para calças, camisas e jaquetas. Um toque de romantismo surgiu através das superfícies com texturas ou adornadas por estampas florais em desenhos variados, enquanto a cartela de materiais destacou acetinados, musselines e sarjas. Botas com salto de madeira complementaram a coleção.

Gloria Coelho

Com a palavra engajar em mente, Gloria Coelho trouxe uma nova abordagem em seu casting ao misturar modelos e mulheres reais no seu desfile. Alinne Moraes, Marina Lima e Maythe Birman foram algumas das convidadas, reforçando a proposta de inclusão e poder feminino nas passarelas. Com referências na monarquia inglesa e na cultura do Reino Unido, a estilista trouxe duas propostas de estilo na coleção. Primeiramente um visual forte e com toques utilitários, que destacou modelagens geométricas e elaboradas, contando com sobreposições, transpasses e recortes em conjuntos, capas, coletes, vestidos e casacos alongados. Com mais leveza e feminilidade, a segunda parte do desfile abriu espaço para materiais como organzas e crepes, dando origem a vestidos evasês e conjuntos com recortes, evidenciando transparências sutis. 

Ronaldo Fraga

O cenário praiano foi a inspiração do verão 2017/18 de Ronaldo Fraga, com direito a apresentação ao ar livre e convidados sentados em cadeiras de praia. Com um forte referência no swimwear da década de 1920, o estilista apostou em modelagens conservadoras e com forte essência retrô, presente através dos bodysuits masculinos e femininos, biquínis, saias e bermudas. Detalhes como transpasses e recortes vazados foram percebidos em diversas peças. Do mesmo modo, a ornamentação através da estamparia chamou a atenção, ressaltando elementos como listras, desenhos localizados e técnicas de trompe l'oeil, simulando corsets e corselets. Atente ainda para a cartela de cores, basicamente composta por tons de rosa, azul-marinho e amarelo, bem como os acessórios, como óculos amplos e chapéus. 

Sissa

Em sua segunda participação no SPFW, a Sissa, de Alessandra Affonso Ferreira, exibiu o seu verão 2017/18 de uma maneira não convencional. Fugindo da passarela, a marca apresentou a coleção com as modelos localizadas em cima de caixotes e ao som de música ao vivo. Com leveza e um tom naturalista, as peças ressaltaram uma estética casual e contemporânea. Para isso, vestidos soltos, saias lápis, macacões, shorts e camisetas, ganharam detalhamentos em babados, amarrações, aplicações e bordados, valorizando um aspecto artesanal nas superfícies. Destaque também para as estampas, como animal print renovados, formatos geométricos e florais, trabalhadas dentro de uma cartela de cores de tons crus e terrosos, além de azul, laranja e vermelho. 

Cotton Project

A marca, que na última edição trabalhou a ideia de relaxamento em sua coleção, agora destaca o oposto: ansiedade e angustia no meio urbano. Para isso, a Cotton Project buscou referências tanto da tranquilidade de idosos, menos adeptos a cultura da internet, quanto dos jovens, que saturados, procuram a cura para ansiedade através de temas como astrologia e misticismo. Na prática, os produtos ressaltaram o conforto e jovialidade característicos da marca, através de camisas, T-shirts, costumes, suéteres, calças de sarja e conjuntos, dentro de uma composição de cores intensa e vibrante. Veludos, acetinados, algodão e malhas retilíneas foram alguns dos materiais trabalhados, enquanto nas superfícies, estampas com manchas de tintas, listras e prints localizados, com frases como Anxiety Free chamaram a atenção.

Jahnkoy

A mistura entre o cenário esportivo e referências culturais marcou a passagem da Jahnkoy por essa edição do SPFW. Combinando espiritualidade, esportividade e reaproveitamento de materiais, a marca de Maria Kazakova, em parceria com a Puma, chamou atenção pelo visual carregado. Conjuntos esportivos, moletons, jaquetas, calças amplas e T-shirts foram renovados a partir de trabalhos artesanais, como bordados manuais, aplicações, franjas e tramas. Os contrastes de cores, sobreposições de peças e letterings, sejam através de estampas ou bordados, enriqueceram ainda mais o trabalho da estilista, que finalizou as produções com chapéus, pochetes e tênis esportivos. 

Amir Slama

Anos 1950, vedetes brasileiras e pin ups: essas foram as referências da coleção de verão 2017/18 de Amir Slama. Com sensualidade e irreverência, a marca trouxe as modelagens em destaque, principalmente na moda praia, realçando bottoms com recortes e tops com decote coração, com ou sem alças. Maiôs foram trabalhados em diferentes variações, enquanto vestidos esvoaçantes foram pontuados por decotes ou fendas profundas. Para os homens, sungas, camisas e capas chamaram a atenção, sempre ressaltando uma leveza no visual através dos materiais acetinados. Como forma de decoração, atente para os drapeados, nervuras e amarrações, fazendo da manipulação das matérias-primas um dos pontos altos da coleção.

Lino Villaventura

Combinando moda e arte, a passarela de Lino Villaventura trouxe um apelo conceitual para o SPFW. Para o público feminino, vestidos foram a principal escolha, explorando modelagens assimétricas, volumes localizados, recortes vazados, drapeados, nervuras, bordados e efeitos de transparência, em peças elaboradas e irreverentes. Destaque ainda para a cartela de materiais, que abrangeu organzas, jacquards, acetinados, sedas e tules. Já nas peças masculinas, um visual mais despojado foi ser percebido, representado por produtos como regatas em algodão, bermudas de sarja e blazeres desconstruídos. Aqui, a ornamentação surgiu de modo mais contido, ressaltando costuras contrastantes, superfícies amassadas e estampas.

TIG

Intitulada "Ela é Carioca", a coleção da TIG foi uma homenagem ao Rio de Janeiro. Com foco na mulher moderna e arrojada, a marca trouxe para a passarela apostas para as mais variadas ocasiões. T-shirts, shorts, bombers e suéteres foram destaque entre as propostas casuais, enquanto saias evasês, macacões e vestidos elaborados chamaram a atenção entre os produtos mais arrojados. Atente para o forte trabalho de estamparia, dando destaque para propostas geométricas, paisleys, animal print, e principalmente referências da cidade inspiração, como a praia de Copacabana, o Pão de Açúcar, as palmeiras e o calçadão. Na cartela de cores preto, branco, verde, laranja, roxo, azul e nudes predominaram, enquanto botas de cano alto, sandálias de tiras finas e mochilas estampadas arremataram a coleção. 

Confira as coleções completas acessando nossa Galeria de Desfiles*!

Imagens: Agência Fotosite.

Os comentários são via Facebook e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de responsabilidade dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião editorial do Grupo Use.


Carregando...

Top 5 posts mais lidos

@usefashion