VOLTAR AO TOPO

Balanço SPFW: Dia 05

Desfiles divertidos e emocionantes fecham a 45a edição do SPFW.

Publicado em 27/04/2018, por Equipe de Pesquisa UseFashion

SPFWBlogBalanço dos Desfiles
8 minutos de leitura

No quinto e último dia de desfiles do São Paulo Fashion Week, as marcas fecharam a temporada apresentando coleções impactantes. O streetwear entra como um tema recorrente, assim como a alfaiataria pensada sob novas óticas e a valorização de materiais naturais. Confira a seguir os destaques das passarelas!


Juliana Jabour

Glória Coelho

Sob o tema "Incríveis Memórias Quânticas do Planeta", Gloria Coelho apresentou sua coleção de Verão 2018/19 no Teatro FAAP com uma mistura de referências que iam do esportivo, street e utilitário a delicadeza do encanto das fadas, passando, é claro, pela alfaiataria minimalista pela qual a estilista é reconhecida. Assim, a coleção trouxe peças como coletes volumosos com bolsos, macacões andrógenos - desfilados por mulheres e homens -, smokings levemente desconstruídos e vestidos de georgette de seda, em uma cartela extensa, liderada por preto e branco, mas com pontos de azul celeste, vermelho e até mesmo verde e roxo neon. Além disso, peças prateadas davam um toque futurista para a coleção.

Amapô

A moda divertida da Amapô para o verão 2018/19 foi tirada, literalmente, de brechós. Peças dos anos 80 e 90 foram reconstruídas pelas estilistas Pitty Taliani e Carolina Gold, e o resultado foi uma coleção de streetwear em tons fluor, modelagens ousadas (algumas remetiam a guitarras), e claro, muito jeans. A reconstrução e customização das peças também resultou em patchworks modernos e estampas aerográficas que remetem aos grafites coloridos das ruas. Os óculos, feitos em parceria com a Chilli Beans, traziam formatos de raios e lentes coloridas - tendência que certamente chegará aos festivais de música em breve. 

Ratier

Renato Ratier olhou mais uma vez para a cena de música eletrônica dos anos 2000 para a sua coleção de inverno, criando peças que misturavam as referências futuristas da época com uma alfaiataria esportiva. Assim, a combinação de preto com neon remete aos clubbers, e conjuntos esportivos de calça jogger e jaqueta anorak são um ponto forte da coleção. Entre os materiais, Ratier apresenta couro, nylon, malhas e jeans em modelagens oversized e corte reto. As botas, feitas em parceria com a marca Lucas Regal Boots & Belts dão um toque western inusitado.

Ronaldo Fraga

Em um desfile emocionante intitulado "As Mudas", Ronaldo Fraga homenageia a cidade mineira Mariana, contando com bordadeiras locais da comunidade para criar peças que seriam a reconstrução da região. Assim, vestidos com corte simples são destaque a bordados de plantas e raízes, símbolos de fertilidade, além de corações, e estampas em tonalidades de barro, uma referência direta a tragédia vivida pela cidade. As folhas também estavam presentes nos acessórios, nas jóias feitas pela designer Clarice Borian. 

Handres

Em sua estréia no SPFW, o estilista André Namitala da marca carioca Handred olha para as cidades Medina e Marrakesh, no Marrocos, para criar sua coleção. Peças minimalistas com corte reto valorizavam os materiais nobres, como seda e linho 100% puros, em silhuetas languidas que remetiam a túnicas desconstruídas. A cartela de cores, terrosa e com pontos de branco e de cores fortes, também referencia as cidades marroquinas, assim como os acessórios de cabeça. 

Juliana Jabour

Se posicionando cada vez mais como uma marca de streetwear, Juliana Jabour apresentou sua coleção de Inverno 2018 com inspiração clara no momento atual que a moda está vivendo de valorização deste segmento. Sua temática se baseou nas Olimpíadas de Inverno, e Juliana conta que se atentou para os detalhes dos uniformes dos atletas de snowboard e ski. Assim, sua coleção tinha como base o branco, mas tons pastel açucarados também compõe a cartela, e tecidos esportivos como nylon e tactel se misturam a elementos femininos, como babados e rendas. Nos acessórios, destaque para os brincos geométricos, feitos de acrílico, espelho e metal, e para os óculos que remetem aos usados para a prática de esportes de neve.

João Pimenta (feminino)

Encerrando a 45ª edição do SPFW, a primeira coleção feminina de João Pimenta se inspirou no universo rural. Assim, a famosa alfaiataria de Pimenta se mistura a elementos campestres, e vestidos com pequenos florais são combinados a costumes cinza-chumbo de corte impecável, e camisas xadrezes à casacos com bordados, também florais. O clima rural também é percebido nas botas chelsea. A cartela de cores é escura, com pontos de luz dados pelo amarelo mostarda, e os materiais da coleção toda foram lã fria e lã, seda e tactel, apontando o contraste entre um ambiente rico (urbano) e pobre (rural). Pimenta comenta que se surpreendeu com as proporções femininas, e criou modelagens acinturadas para valoriza-las.

.

Saiba em detalhes como aproveitar ao máximo o SPFW com o nosso conteúdo "Como analisar um desfile de moda".

Além disso, sigam nossas páginas no Facebook e no Instagram para acompanhar em tempo real todas as novidades!

Imagens: Agência Fotosite.

Os comentários são via Facebook e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de responsabilidade dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião editorial do Grupo Use.


Carregando...

Top 5 posts mais lidos