VOLTAR AO TOPO

UseFashion Logo UseFashion Logo

Projeto Lab dá start ao terceiro dia da Casa de Criadores

Iniciativa dá espaço para novos estilistas na semana de moda

Publicado em 11/05/2017, por Redação

DesfilesCasa de Criadores
4 minutos de leitura

O Projeto Lab, iniciativa criada para trazer novos nomes da moda para a passarela da Casa de Criadores, e que se caracteriza por coleções mais breves e conceituais, foi o encarregado de abrir o terceiro dia de desfiles do evento. Ao todo seis jovens marcas, escolhidas através de um processo seletivo, tiveram a oportunidade de apresentar suas criações no dia de ontem, 10. Acompanhe a seguir os destaques de cada uma delas:


Neriage by Rafaella Caniello

A Neriage by Rafaella Caniello trouxe para a passarela suas inspirações nipônicas, misturando feminilidade e desconstruções. As silhuetas aparecem amplas e uma brincadeira com texturas e caimentos é visível através da combinação de materiais pesados e leves, como o tule, valorizando tons suaves como off-white, rosa e cinza. Ao final do desfile, a chegada de um look vermelho dos pés à cabeça trouxe contraste e impacto para a coleção.

O visual college observado na coleção de verão 2017/18 da ACRVO surgiu a partir de uma parceria com a produção do filme "Como Se Tornar O Pior Aluno Da Escola", baseado no livro de mesmo nome do humorista Danilo Gentilli. Assim, são exploradas estampas que remetem à anotações em caneta e um tom de rebeldia, com expressões que pregam por empoderamento e inconformidade.

A marca Rocio Canvas, do designer Diego Malicheski, estreou na Casa de Criadores com uma coleção neutra e minimalista, em que mescla silhuetas estruturadas e outras leves. Entre os materiais, o neoprene divide espaço com a transparência das organzas, e silhuetas volumosas e rígidas contrastam com shapes ajustados ao corpo.

Já a Senplo, que busca criar uma moda atemporal e clássica, apostou em uma cartela reduzida a branco e preto, e entre os materiais deu protagonismo aos fios naturais. As silhuetas surgem levemente soltas, porém, marcando regiões pontuais como a cintura. O destaque fica por conta das peças de alfaiataria que recebem um visual esportivo e casual.

Inspirada em um baile de máscaras emocional, Carol Funke apresentou uma coleção surrealista e extravagante que, segundo a estilista, tinha intenção de causar estranheza. As composições evidenciaram o contraste entre tons neutros e cores fortes, como vermelho, assim como a aplicação de babados e franzidos. Vale destacar também o uso da desconstrução da alfaiataria, transformando o visual de camisas e coletes.

Segundo a estilista Renata Buzzo, a inspiração para sua coleção desfilada ontem veio dos nós físicos e emocionais causados pela vulnerabilidade da mulher na sociedade atual. Essa foi retratada através da confecção de peças com base em organza e cobertas por fios veganos amarrados, aplicados um a um. Como resultado, peças amplas e volumosas ganharam movimento e textura em suas superfícies.

Confira os desfiles da Casa de Criadores na nossa galeria de imagens*!

*Se ainda não for assinante, clique aqui para fazer uma demonstração do Portal UseFashion!

Imagens: Agência Fotosite.

Os comentários são via Facebook e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de responsabilidade dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião editorial do Grupo Use.


Carregando...

Top 5 posts mais lidos

@usefashion