VOLTAR AO TOPO

UseFashion Logo UseFashion Logo

Fashion Revolution: Entenda o movimento

Sustentabilidade e conscientização na moda são norteadores do projeto

Publicado em 26/04/2017, por Redação

A moda vem passando por uma série de mudanças nas últimas décadas, muito em decorrência do crescimento do fast fashion e do consumo excessivo da população. Algumas marcas, tomando consciência disso, já vem propondo alternativas para seus produtos, como é o caso da Natural Cotton Color, que investiu na produção de algodão colorido naturalmente, sem o uso de corantes. 

Entretanto, uma das principais iniciativas do segmento é o Fashion Revolution, movimento criado por um conselho global de representes da indústria da moda que se uniram com o objetivo de aumentar a conscientização sobre o real custo da moda e seu impacto nos processos de produção e consumo. 

O projeto teve início após um tragédia ocorrida em 24 de abril de 2013 (data que marca o Fashion Revolution Day). O edifício Rana Plaza, localizado em Bangladesh, desabou deixando um número aproximado de 1130 mortos e 2500 feridos. O prédio abrigava quatro fábricas de vestuário, além de bancos e lojas, e serviu como estopim para o começo de discussões sobre a responsabilidade social das marcas, a exploração da mão de obra e as condições de trabalho dentro do segmento de moda.


Destroços do desabamento do Rana Plaza em Bangladesh | Projeto Fashion Revolution

Atualmente, o Fashion Revolution ganhou proporções globais, ocorrendo em diversos países durante os dias 24 e 30 de abril, movimentando principalmente as grandes capitais através de ações, palestras e interações dentro de universidade e lojas. 

A principal delas, intitulada Who Made My Clothes? (Quem Fez Minhas Roupas?), vem trazendo visibilidade para o movimento pro meio de mídias sociais como Instagram e Twitter. Através delas, as pessoas são indagadas a questionar quem realmente produziu aquela peça, incentivando a reflexão sobre todo o processo investido no desenvolvimento daquele produto, além de procurar saber mais sobre quem e sob qual condição ele foi produzido.

Já havíamos falado sobre o Fashion Revolution anteriormente, porém é importante ressaltar como esse tipo de movimento vem sendo essencial para a sociedade atual. Mudanças no mercado, como estilistas deixando cargos de criação em grandes marcas desde 2015, são um exemplo da procura por desaceleração e maior atenção para o mercado de moda em relação aos seus processos. Desse mesmo modo, a sustentabilidade e a origem de como os produtos foram desenvolvidos, se tornam pautas extremamente relevantes para a construção de uma industria mais segura, ética e harmoniosa!

*Se ainda não for assinante, clique aqui para fazer uma demonstração da plataforma UseFashion!

Imagens: Reprodução. 

Os comentários são via Facebook e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de responsabilidade dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião editorial do Grupo Use.


Carregando...

Top 5 posts mais lidos

@usefashion