VOLTAR AO TOPO

Inspiramais: Referências Brasileiras

Iniciativa tem como objetivo fazer uma ponte entre as indústrias de componentes e de produto final

Publicado em 19/07/2018, por Equipe de Pesquisa UseFashion

EventosTendênciaInspiração
3 minutos de leitura

Único Salão de Design e Inovação de materiais da América Latina, o Inspiramais é consagrado por seus diversos projetos que estimulam o mercado a pensar fora da caixa.  Da edição 2019_II, que aconteceu nos dias 17 e 18 e de julho, já mostramos aqui o +ESTAMPA. Agora, damos destaque ao Referências Brasileiras, iniciativa que tem como objetivo fazer uma ponte entre as indústrias de componentes e de produto final, mostrando como uma tendência pode ser trabalhada de forma unificada sem gaps de comunicação. 


Quem coordena o projeto dessa edição é a designer Julia Webber, que trabalhou sob uma das temáticas do Preview 2020_I, Reconfiguração. Olhando para os imigrantes italianos que se estabeleceram na região de Farroupilha, na Serra Gaúcha, Julia usou o papel como simbologia.


Julia Webber | Espaço Referências Brasileiras

Segundo a designer, ainda em sua terra natal, um pedaço de papel, - propaganda com promessas de um novo mundo - era esperança. O toque apapelado na mão torna-se sinônimo de sonho, sonho de atravessar um grande mar. Chegando na terra nova, papéis e documentos simbolizam sua identidade.  Depois disso, papéis viram saudade através de cartas nostálgicas para quem ficou na Itália, minuciosamente dobradas, reconfiguradas em envelopes.

A partir da pesquisa foram desenvolvidos materiais com os curtumes e marcas parceiras, como o couro com toque amassado, o papel dublado no linho, o tyvek - material que se assemelha ao papel, porém muito mais resistente - e o crochê feito de papel crepom e duplado com linho com estamparia em serigrafia e alto relevo aplicado. A ideia é mostrar a possibilidade de novos caminhos e linguagens para superfícies, formas e estética para os produtos de moda, a partir de referências históricas brasileiras. Se inspirar no local, mas com uma visão e um design global, saindo do óbvio e do folclórico.

Além disso, o trabalho do artista Carlos Augusto Tenius, com sua escultura de desdobramentos de folhas, feita em homenagem ao centenário da imigração italiana, em 1975, também foi usado como referência estética para os trabalhos de dobraduras e geometrias.

Imagens: Zé Roberto Muniz e UseFashion.

Os comentários são via Facebook e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de responsabilidade dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião editorial do Grupo Use.


Carregando...

Top 5 posts mais lidos