VOLTAR AO TOPO

UseFashion Logo UseFashion Logo

Musical da Brechó Replay encerra 42ª edição da Casa de Criadores

Acompanhe os destaques do último dia de desfiles do evento

Na sexta-feira, 10, aconteceu o último dia de desfiles da 42ª edição da Casa de Criadores. O evento, que apresentou uma comemoração aos seus 20 anos de existência, trouxe para suas passarelas a diversidade, seja na questão social ou dos estilos abordados. Dessa forma, a semana de moda encerrou com o visual feminino de Karin Feller para a Di Gaspi e da Neriage, assim como teve espaço a conceito ousado de marcas como Fernando Cozendey, Igor Dadona e o Brechó Replay. Acompanhe:


Brechó Replay

Karin Feller para Di Gaspi

Diretora criativa da Di Gaspi, Karin Feller buscou inspiração nos diferentes continentes para criar sua terceira coleção a ser desfilada. Dessa forma, o nascer e o pôr do sol, assim como seu reflexo sobre os oceanos, serviram de referência para a escolha da cartela de cores e para a estampas, que priorizaram o visual aquarelado. Entre as silhuetas, essa característica intercontinental também se mostrou presente em modelos que apresentaram shapes tanto ocidentais como orientais. Em comum, atente para a leveza vista em peças com movimentos fluidos, e para os volumes pontuais, principalmente nas mangas.

Fernando Cozendey

Apresentando a primeira parte da trilogia "PERFEITA", seu mais novo projeto, Fernando Cozendey fez alusão ao luto pelo fim do mundo com uma coleção composta apenas por looks em preto. A inspiração principal para o seu processo criativo foram as flappers, figuras dos anos 1920 que mostraram a busca por um corpo livre para o amor. Assim, a diversidade despontou entre o casting de modelos, que vestiam a clássica silhueta ajustada do estilista. Quanto aos looks, recortes geométricos, transparências e franjas metálicas se destacaram.

Igor Dadona

Igor Dadona misturou referências street e toques de alfaiataria em sua nova coleção, direcionada para o público masculino. Assim, entre as peças-chave vistas na passarela, foram ressaltados os conjuntos, os shorts e as camisas. Quanto as superfícies, atente para os brilhos acetinados e metalizados, assim como para as estampas que trazem um visual dramático e misterioso. Merecem atenção ainda os aviamentos, como zíperes robustos e tiras estampadas com letterings.

Neriage

A coleção Iris 002 foi a estreia da Neriage, que havia desfilado no Projeto Lab da última edição da Casa de Criadores (falamos dela aqui). Agora integrando oficialmente o line-up do evento, a marca mostrou que possui um DNA forte, mantendo a estética feminina e as desconstruções nas silhuetas apresentada anteriormente. Para essa temporada, a cartela de cores foi suave, variando entre rosas, cinzas e azuis claros, mas usando o vinho de forma pontual. Por fim, outro ponto forte a ser destacado é o mix entre tecidos leves, com sutis transparências, e mais pesados.

Bechó Replay

O coletivo Brechó Replay foi além das roupas nessa temporada, e encerrou o evento com um musical dividido entre três atos, abordando questões como o racismo, o machismo, o preconceito contra a comunidade LGBTQ+, além dos padrões de beleza impostos pela sociedade. Ao som de Linn da Quebrada, os integrantes da performance se movimentaram pela passarela em peças ousadas e provocativas, com ajustes, recortes, e um contraste entre cores neutras e chamativas. No casting, a quebra dos estereótipos tinha como intuito causar estranheza no público, gerando assim um maior questionamento.

Imagens: Agência Fotosite.

Os comentários são via Facebook e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de responsabilidade dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião editorial do Grupo Use.


Carregando...

Top 5 posts mais lidos

@usefashion